segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

existo

proporcionalmente
pois mesmo no vazio, procuro algum som
e encontro
ora, é la que o grito é mais agudo
é la que encontro vozes
que são minhas
e esqueço
mas
esquecer, também é abrir-se para o novo
é encerrar ciclos, é deixar passar...
e penso
e pensar, como é devido, deveria doer menos...



(descobri que o pensamento tem músculos
e me mostra a cada dia que sabe usa-los.).

Um comentário:

Leo da Lice disse...

"e pensar, como é devido, deveria doer menos..."

...